Como Fazer uma Sinopse?


Sinopse nada mais é que um resumo da obra que você leu. Porém, não se deve ter um resumo longo, e sim algo mais curto, afinal a sinopse é considerada o resumo mais curto da obra, portanto, não deve se contar os detalhes. O objetivo é fazer com que o leitor que lerá entenda os principais pontos da história, o que acontece, o que se passa, o essencial para que os leitores sintam se querem ler o livro todo ou não. Algo sutil e simples, fazendo o entender o centro da história e continuar a ler através do livro. É basicamente apresentar.

A principal característica da Sinopse e que deve se levar em consideração sempre é a base conectora que ela traz, ou seja, você deve deixar o gosto de quero mais para quem a ler. É preciso que tenha uma ligação entre a sinopse e o livro em si, assim não resumindo, mas sim conectando as partes. É preciso induzir o leitor a continuar a ler o livro. E claro que isso não serve apenas para livro, mas também com filmes, o que é muito comum na parte de trás de um DVD em vídeo locadora  Ela dará maiores informações sobre a história, mas não deve desvendar o final.


Antes de começar a fazê-la recomenda-se que faça primeiramente um resumo para retirar a sua base do resumo, ficando mais fácil e assim não adicionará o que não é preciso, afinal uma sinopse é curta, nada longo. Mostre os pontos altos da história, pois são estes que fará que o leitor tenha vontade de ler ou assistir a obra que está sendo descrita. Uma das formas de se escrever as sinopses é deixar em dúvida sobre o que acontecerá, assim obrigando a ler a obra caso queira saber o final.

A dica é sempre tomar cuidados com os erros de ortografia e gramática, pois as pessoas não admitem erros nestas edições, pois além de pegar mal para quem escreveu fica feio pelo fato de estar escrito errado, dando uma impressão de erro de gráfica, o que não é legal para ninguém. As sinopses existem inúmeras em sites, portanto, caso precise fazer uma poderá pegar a base e construir a sua em cima da mesma, mas não copiando, pois cada autor tem o seu estilo próprio.

Veja mais