Conheça sobre o Ecossistema de Restinga


Situadas sobre as planícies arenosas costeiras, as restingas distribuem-se sobre cordões arenosos existentes ao longo da costa, apresentando-se ocasionalmente entremeadas por seqüências de pequenos lagos costeiros. A mata de restinga está distribuída ao longo do litoral brasileiro e por várias partes do mundo.  As restingas brasileiras ocorrem de maneira descontínua ao longo de todo litoral, perfazendo um total de 5000Km, de 4ºN a 34ºS, sendo que a maior planície costeira é encontrada no rio Grande do Sul, com uma extensão de aproximadamente 700 Km. O termo "restinga" é usado vulgarmente para designar um conjunto de dunas e areais costeiros, revestidos de vegetação baixa. A Geologia usa o termo para designar formações sedimentares arenosas costeiras, de origem recente (alguns milhares de anos) e com variados aspectos: planícies, esporões, barras, etc. As planícies de restinga formaram-se depois de uma transgressão marinha, a partir do momento que o mar começou a recuar, possibilitando a deposição de sedimentos junto à linha de costa, formando os cordões arenosos litorâneos recobertos por vegetação de restinga. As espécies que existem nesse ecossistema, tanto de flora quanto de fauna, possuem mecanismos para suportar os fatores físicos dominantes como: salinidade, extremos de temperatura, intensa presença de ventos, escassez de água, solo instável e insolação forte e direta. Em virtude de o solo ser extremamente arenoso e não reter água e nutrientes em grande quantidade, para sobreviver, as plantas desenvolveram mecanismos de obtenção de água com sistemas de raízes superficiais e extensas e de caules longos e flexíveis. Com isso, sua vegetação é dotada da capacidade de suportar altas temperaturas, salinidade, dessecação e de sobrevivência com pouca disposição de nutrientes. A flora das restingas apresenta algumas espécies endêmicas, mas a maioria de suas plantas pode ser encontrada também em outros ecossistemas. Esses mecanismos se caracterizam por folhas rijas e resistentes, caules resistentes e retorcidos e as raízes possuem forte poder de fixação no solo, tendo em vista que é arenoso. As espécies animais das restingas são bastante diversificadas. A fauna é formada principalmente por caranguejos, viúvas-negras, baratas, sabiás, corujas e pererecas. Mas o espaço também é utilizado por outros animais: aves migratórias, o maçarico e o gavião utilizam as restingas para descansar, assim como alguns mamíferos, como o elefante marinho e o lobo marinho. Tartarugas marinhas utilizam a área para a reprodução e desova.

Veja mais