Principais fatos da Idade Moderna


É um período compreendido entre a queda do Império Romano do Oriente, em 1453, e a Revolução Francesa em 1789. Tem como principais características o fortalecimento dos Estados monárquicos, expansão marítima e colonial, a expansão do mercantilismo (capitalismo comercial), renascimento científico e a independência norte-americana.   Na Idade Moderna, a partir do século XV o mercantilismo começa a se expandir com o objetivo de aumentar as exportações e, como é de total interesse dos reinos europeus (França, Inglaterra, Portugal e Espanha), ampliar suas possessões territoriais e descobrir novos caminhos marítimos como alternativas para a realização do comércio, favorecendo também a expansão marítima. O objetivo maior era alcançar as Índias – nome que abrangia todo o Oriente – grande abastecedora de especiarias e um novo ponto comercial de consumo. Em 12 de outubro de 1492, o navegador genovês Cristóvão Colombo com o objetivo de alcançar a Índia pelo Oceano Atlântico, aporta na Ilha de San Salvador (Bahamas) – Descobrindo a América – pensando em ter chegado à Índia. O descobrimento da América fez desmoronar uma idéia remota de que o mundo era constituído apenas por um bloco de três continentes: Ásia, África e Europa, rodeadas por um grande oceano. Com a descoberta do Novo Mundo, Colombo marca uma nova era, que transformou de forma expressiva e irreversível a fisionomia do mundo, que se baseia nas relações políticas, econômicas e sociais entre os povos ocidentais. A colonização da América se realizou primordialmente por cinco povos: espanhóis, portugueses, ingleses, franceses e holandeses. Tempos depois, em 1756 o conflito entre Inglaterra e França devido à rivalidade econômica e colonial franco-inglesa nas Américas e na Índia, deu origem à Guerra dos Sete Anos, onde Inglaterra saiu vitoriosa.Libra esterlina (principal meio de pagamento). Em 1760 tem o início da Revolução Industrial na Inglaterra, que dispõe de capital acumulado em razão da expansão comercial, da supremacia naval e das jazidas de ferro e de carvão. O objetivo da Revolução é a transformação da economia agrária, baseada no trabalho manual, em outra, dominada pela indústria mecanizada, o uso de novas fontes de energia e máquinas, o desenvolvimento do transporte e da comunicação e, a aplicação da ciência na indústria. Mudanças profundas na sociedade acabam acontecendo e também o capitalismo se desenvolve. Portanto, frente à colonização e domínio da Índia – um império comercial e territorial de abrangência mundial, e que tornou a base da supremacia financeira e comercial dos ingleses – à vitória na Guerra dos Sete Anos e, o desenvolvimento acelerado das inovações tecnológicas permitindo um rápido desenvolvimento dos meios de produção, aumentou ainda mais o poder da Inglaterra e em 1815, a hegemonia inglesa se consolidou com a assinatura do Tratado de Viena. A revolta dos colonos na América do Norte contra a política fiscal do Reino Unido leva à independência dos Estados Unidos da América em 4 de julho de 1776, onde somente em 1783 a Inglaterra reconhece a independência das treze colônias pelo Tratado de Versalhes.

Veja mais